Pode tratar a hipertensão sem perder a sua vida sexual
Vamos falar sobre sexo

Pode tratar a hipertensão sem perder a sua vida sexual

A hipertensão pode também afetar a sua vida sexual. Os homens com hipertensão não tratada têm um fluxo sanguíneo mais fraco no pénis do que o normal. Esta conclusão foi apresentada num estudo novo apresentado no European Congress of Cardiology 2020 pelo coordenator Charalambos Vlachopoulos e por uma equipa de cientistas da National and Kapodistrian University of Athens, Grécia. Mas há algumas notícias boas.

Os investigadores descobriram que os tratamentos que combatem a hipertensão restabelecem o fluxo sanguíneo para níveis semelhantes aos dos indivíduos saudáveis.  Os resultados são tranquilizadores para os homens que sofrem de hipertensão e se preocupam com a sua saúde sexual. A hipertensão afeta mais de um milhão de pessoas em todo o mundo e é a principal causa de morte prematura. Para a evitar, os médicos recomendam um estilo de vida saudável e uma dieta com baixo teor de sal, não fumar, controlar o peso, praticar exercício físico regularmente e consumir pouco álcool.

Contudo, em muitos casos, é necessário optar por tratamentos com fármacos, mesmo que o cumprimento seja baixo e quase metade dos pacientes não sigam a prescrição corretamente. Algumas pessoas não usam os medicamentos da forma adequada porque temem que estes possam interferir com a sua vida sexual. O estudo focou-se precisamente neste ponto, seguindo 356 homens com disfunção erétil, entre 2006 e 2019. Os homens foram divididos em três categorias: indivíduos com tensão arterial normal, com tensão arterial ligeiramente alta e indivíduos com hipertensão.

164 pacientes, 64% do total, foram tratados com medicamentos anti-hipertensores. Todos os pacientes fizeram análises ao sangue para examinar o fluxo sanguíneo para o pénis. Constatou-se que, nos homens não tratados para a hipertensão, a velocidade do fluxo sanguíneo baixava progressivamente à medida que a tensão subia. Em contrapartida, nos homens tratados, não havia diferença entre a velocidade do fluxo sanguíneo em todas as categorias.

Vlachopoulos explica: “A diminuição progressiva na velocidade do fluxo sanguíneo no pénis nas três categorias de homens que não receberam tratamentos com fármacos anti-hipertensores indica que existem alterações significativas nos vasos sanguíneos do pénis devido à hipertensão crónica. E estas diferenças desaparecem com o tratamento, o que sugere que ele teria um efeito importante na saúde sexual."

Referências bibliográficas
ESC Press Office "How to treat high blood pressure without ruining your sex life", 2020 https://www.escardio.org/The-ESC/Press-Office/Press-releases/how-to-treat-high-blood-pressure-without-ruining-your-sex-life

Talvez também lhe interesse