Relações Sexuais Durante o Confinamento: De que forma a COVID-19 alterou as nossas relações
Vamos falar sobre sexo

Relações Sexuais Durante o Confinamento: De que forma a COVID-19 alterou as nossas relações

FOCO: Alterações drásticas na nossa rotina

Acordar. Tomar o pequeno-almoço, talvez um café pelo caminho. Apanhar o autocarro ou o metro e ir para o trabalho ou para a escola. E depois, um copo com os amigos e colegas, um jogo de futebol, comer fora. Estas ações comuns que agora parecem tão distantes devido às restrições que nos são impostas para lidarmos com a pandemia COVID em curso.

Foi levado a cabo um estudo detalhado pelos especialistas da Sociedade Europeia de Medicina Sexual [European Society for Sexual Medicine (ESSM)], sobre este tema e as formas como a interrupção das nossas rotinas afetaram negativamente a nossa vida sexual e emocional. Referem que "durante o confinamento, houve uma alteração abrupta das nossas rotinas. As crianças deitaram-se à noite mais tarde que o normal, os pais que trabalharam a partir de casa e sentiram-se a adormecer à mesa. Os fins de semana tornaram-se cada vez mais parecidos com os dias de trabalho, e o tempo em família tornou-se praticamente indissociável do tempo pessoal" De acordo com os clínicos, esta perda de controlo tem fortes impactos na vida sexual de muitos casais. "Tomar as refeições à mesa depois de ter saído de um computador e com uma agenda, não faz com que o jantar seja assim tão especial. Não é a mesma coisa ir para a cama às 4 da manhã depois de se ter adormecido em frente à televisão, ou ir para a cama em conjunto depois de um copo de vinho tomado com o(a) seu (sua) parceiro(a)."

Está a tornar-se mais necessário, e mais difícil, manter os momentos íntimos separados dos momentos de trabalho, ou das obrigações familiares. Isto deve-se ao facto de " ao perderem-se estes hábitos, podemos estar a afastar os momentos mais bonitos que são o entusiasmo e a privacidade da nossa vida." Alguns casais foram bem-sucedidos ao adaptarem as suas rotinas para ajudar a manter a magia nos momentos mais íntimos. No entanto, outros estiveram tão sobrecarregados com a destruição das suas rotinas que perderam esses momentos especiais. Mas (felizmente), os especialistas fazem-nos lembrar que nunca é tarde para mudar. Como? Reinventando uma nova rotina que seja compatível com as dificuldades impostas por esta mudança de vida, enquanto protegemos os nossos momentos íntimos. Pode ser útil definir tempos e locais dedicados a tempo a sós para si e para o(a) seu (sua) parceiro(a). Mas também, e isto é uma sugestão que é válida para qualquer momento da vida, não esquecer a comunicação entre ambos sobre as suas necessidades, carências e problemas.

HFTHQ 20-57

Talvez também lhe interesse